Domingo, 22 de Abril de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

image image image image image image image image
Conheça a IBR Pinheiros A IBR Pinheiros é uma congregação da Igreja Batista Redenção na Zona Oeste da cidade de São Paulo, no bairro de Pinheiros. Venha conhecer!
DEVER | Descobridores da Verdade O Dever é um dos trabalhos evangelísticos e de ensino bíblico da Igreja Batista Redenção voltado a crianças e jovens de 4 a 15 anos.
Escola de Pregadores Série de aulas em vídeo da Escola de Pregadores da Igreja Batista Redenção.  
CADETE - Curso de Teologia da IBR Inscreva-se no curso teológico da Igreja Batista Redenção e torne-se mais fluente na teologia cristã e no uso das Escrituras.
Você Entende esse Versículo? Série em vídeo de animação gráfica que explica o significado de versículos mal-compreendidos.  
Criacionismo Há muito tempo os evolucionistas questionam a fé cristã. Está na hora de inverter o ônus da prova! Leia artigos sobre o tema.
Família e Casamento Seção que reúne os materiais do site voltados à família e ao casamento em forma de artigos, mensagens MP3 e vídeo.
O Que é Ser Crente? Frequentar assiduamente uma igreja evangélica ou ser batizado torna alguém um crente de verdade?  

Igreja Batista Redenção

Livres em Cristo ou Servos de Jesus?

Pastoral

Assim como quase tudo na sociedade moderna, a teologia e a vida eclesiástica também são marcadas por extremos. Um dos campos em que isso ocorre é no tema da liberdade cristã. Para certo setor da igreja, ser livre em Cristo significa que não há mais nada que o crente não possa fazer, independente da natureza da ação. Ele foi perdoado, recebeu a graça de Cristo e deve, então, viver “livre, leve e solto”, totalmente despreocupado com erros e pecados. No outro extremo, por sua vez, estão aqueles que defendem a servidão do crente ao seu Salvador, de modo a ser obrigado a seguir um legalismo rígido a fim de agradar seu Senhor e Rei. Mas, afinal, qual desses extremos estará certo? Somos livres em Cristo ou servos de Jesus?

Na verdade, a resposta correta está no meio do caminho entre esses extremos, englobando as duas realidades. A ideia da “liberdade cristã” não pressupõe a ausência de um senhor, mas a mudança do senhorio: em lugar de servir ao mundo, ao diabo e à carne (Ef 2.2,3), o crente passa a servir a Cristo: “E, uma vez libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça” (1Co 6.18). Ser “servo da justiça” significa que o crente não está livre de servir, mas que agora ele serve em obediência ao Senhor conforme o novo padrão de conduta que lhe é ensinado: “Mas graças a Deus porque, outrora, escravos do pecado, contudo, viestes a obedecer de coração à forma de doutrina a que fostes entregues” (1Co 6.17). Por fim, a liberdade cristã faz com que sejamos escravos — em um sentido positivo do conceito de servidão — daquele que morreu na cruz para nos libertar do pecado e das suas consequências mortais: “Porque o que foi chamado no Senhor, sendo escravo, é liberto do Senhor; semelhantemente, o que foi chamado, sendo livre, é escravo de Cristo” (1Co 7.22).

A resposta acima nem é tão complicada de entender e perceber, por meio da Palavra de Deus, como os dois lados da questão estão intimamente ligados. O problema costuma ser o modo como os crentes lidam com isso na prática. As pessoas acabam se dividindo em termos de “reação” a essa nova condição de “libertos do pecado a fim de servir a Cristo”. Quando descobrem que ser livre em Cristo não significa que podem fazer tudo que quiserem, alguns murmuram por não poder mais viver como antigamente, enquanto outros são gratos a Deus por não ser mais obrigados pela carne a viver no pecado. Para os primeiros, o cristianismo é um tipo de prisão em que os carcereiros — os líderes eclesiásticos — se ocupam de dizer aos seus seguidores o que não fazer, castrando e vigiando dia após dia as pessoas para julgá-las e puni-las sem misericórdia. Para o segundo grupo, a vida cristã é uma jornada na qual se luta, com a ajuda de Deus, para subir a lugares cada vez mais altos e visualizar paisagens cada vez mais belas.

Mas o que a Bíblia diz sobre isso? Sobre a “murmuração”, ela a associa a contendas e à falsidade características do mundo: “Fazei tudo sem murmurações nem contendas, para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo” (Fp 2.14,15). O apóstolo Pedro contrapõe a murmuração à hospitalidade, mostrando que a boa vontade, presteza e educação do homem hospitaleiro não se veem no homem murmurador: “Sede, mutuamente, hospitaleiros, sem murmuração” (1Pe 4.9). Se alguém cumpre seus deveres cristãos murmurando, nem seus atos bondosos são tidos como valiosos, mas como um peso sem valor: “Nada, porém, quis fazer sem o teu consentimento, para que a tua bondade não venha a ser como que por obrigação, mas de livre vontade” (Fm 14). Nem mesmo as ofertas financeiras atingem seu objetivo de glorificar o Senhor se, em lugar de ocasião alegre, tais ofertas são feitas por constrangimento ou interesse, com uma triste atitude murmurante: “Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria” (2Co 9.7). Porém, a pior área para quem vive murmurando é o relacionamento com os irmãos, visto que ninguém é tido como razão de alegria, mas apenas de motivo de reclamações: “Irmãos, não vos queixeis uns dos outros, para não serdes julgados. Eis que o juiz está às portas” (Tg 5.9).

Porém, sobre a “gratidão”, as Escrituras a associam ao conhecimento da Palavra de Deus, à comunhão dos irmãos e a um culto agradável ao nosso Senhor: “Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração” (Cl 3.16). Em lugar de reclamar e de viver incomodado com os irmãos, o homem grato fica feliz ao ver sua existência e seu progresso: “Sempre dou graças a meu Deus a vosso respeito, à propósito da sua graça, que vos foi dada em Cristo Jesus” (1Co 1.4). Essa gratidão a Deus se deve também ao fato de ter sido chamado a integrar um exército que anuncia o evangelho pelo mundo: “Sou grato para com aquele que me fortaleceu, Cristo Jesus, nosso Senhor, que me considerou fiel, designando-me para o ministério” (1Tm 1.12). Também, gratidão por tudo que Deus tem dado graciosamente aos seus: “De fato, grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento” (1Tm 6.6). Na verdade, o apóstolo aponta a gratidão como o terreno em que todas as situações devem ser vividas e como a condição da qual Deus se agrada: “Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1Ts 5.18).

E então? Como você vive a liberdade cristã na qual você é escravo de Cristo? Vive murmurando como se a igreja fosse uma prisão e os irmãos, carcereiros? Ou vive grato a Deus por ter sido liberto da prisão do pecado e da condenação eterna, buscando ser um exemplo verdadeiro do que significa ser livre? Nem é preciso responder a essas perguntas, pois sua atitude, seja de murmuração ou de gratidão, responde diariamente por você.

Pr. Thomas Tronco

 
Move
-

Notícias

Principal
Passeio Anual das Belas em Itatiba

No dia 7 de abril, as Belas fizeram um passeio na casa das irmãs Cida e Benedita Lopes, em Itatiba (SP). Além da alegre comunhão ao redor da piscina e do delicioso almoço mineiro em uma fazenda da região, todas foram edificadas com a reflexão bíblica em Efésios 4.2, trazida pela Nádia. O estudo ensinou que as “ações e reações devem seguir o...

Leia Mais ...
Café da Manhã de Páscoa

Na manhã do dia 1 de abril, a Igreja Batista Redenção se reuniu, com cerca de 120 irmãos, para o nosso tradicional café da manhã de Páscoa.   Além da mesa farta e da comunhão mais farta ainda, fomos edificados por meio dos hinos de louvor a Deus, pela bela música entoada pelo coral e pela exposição do texto de Filipenses 3.8-11 pelo Pr. Marcos....

Leia Mais ...
Módulo de Teontologia do Cadete 2018

O Curso Aberto de Desenvolvimento Teológico (Cadete), da Igreja Batista Redenção, teve a segunda aula da turma de 2018 nesse sábado, 24/03, das 8h30 às 17h. Essa é a quarta turma do Cadete, a qual se mostrou assídua, muito animada e cheia de interesse. São alunos de todas as regiões de São Paulo, de fora da cidade e até de fora do Estado. ...

Leia Mais ...
1ª Reunião de Casais de 2018

Sábado, dia 17 de março, tivemos mais uma excelente reunião de casais que marcou o início desses encontros em 2018. Os facilitadores, desta vez, foram o Ivan e a Márcia, que organizaram uma maravilhosa noite da pizza. O ambiente estava simplesmente excelente! O estudo foi ministrado pelo Agenor e abordou o conhecimento por parte do casal. Para finalizar,...

Leia Mais ...
Vem aí a 2ª Conferência Redenção

Entre os dias 31 de maio e 3 de junho de 2018, estará conosco o Dr. John S. Feinberg, professor do Trinity Evangelical Divinity School, em Chicago (EUA), e autor de vários livros, para nossa segunda conferência internacional. O tema abordado será “Dispensacionalismo”, área em que o professor é um grande especialista. O objetivo será deixar claros...

Leia Mais ...
Aniversário de 77 Anos da IBR

No dia 2 de março de 2018, nossa igreja completou mais um ano de existência. Temos agora 77 anos. Celebramos a data com um culto especial, no dia 4 de março, no qual o coral da igreja apresentou músicas especiais em gratidão ao Senhor e o Pr. Pedro Santos, preletor convidado, pregou sobre “amor e palavra”, em Deuteronômio 6.1-9. Louvamos a Deus...

Leia Mais ...
Aula Inaugural da Turma de 2018 do Cadete

O Curso Aberto de Desenvolvimento Teológico (Cadete), da Igreja Batista Redenção, teve a primeira aula da turma de 2018 no sábado, 24/02, das 8h30 às 17h. Essa é a quarta turma do Cadete, a qual se mostrou assídua e muito animada. São cerca de 60 alunos de todas as regiões de São Paulo, de fora da cidade e até de fora do estado.   O curso,...

Leia Mais ...
Curso de Preparação de Professores do Departamento Infantil

No último dia 17 de fevereiro, o Departamento Infantil da nossa igreja realizou um curso preparatório para professores de crianças. O evento começou às 14h e se estendeu até as 17h, sendo realizado em nosso salão social.

O curso foi ministrado pela Simone Granconato, que ensinou, especialmente, como preparar uma aula para crianças. Ela...

Leia Mais ...

CULTO\ ao Vivo

Programa de Doações

 

Pastorais Recentes

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15

IBR SermonAudio

 
 

Reuniões

Domingos
09:30
11:30
19:00

 
Culto e EBD
Classe Novos Membros
Culto

Quartas
19:30

 
Culto de Oração

Sábados
10:00
19:00


Crianças
Jovens e Adolescentes

Endereço:

Av. General Ataliba Leonel, 3780
Parada Inglesa - São Paulo/SP

(Sede da Igreja Batista Redenção)

Pr. Marcos Granconato

Veja o mapa (clique aqui)

 

Domingos
09:30

 
Culto e Estudo Bíblico

Endereço:

Hotel Golden Tower

Rua Deputado Lacerda Franco, 148, Pinheiros

(650 metros do Metrô Faria Lima)

Veja o mapa (clique aqui)

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Contato:

Ev. Leandro Boer

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

Visitantes Online

Nós temos 130 visitantes online

Estudos Bíblicos Durante a Semana

Todas as quartas-feiras no culto de oração, às 19h30, temos estudos bíblicos detidos e sequenciais. O Pr. Marcos Granconato está expondo detalhadamente a carta de Judas. Participe!

Reflexões Diárias

O site da IBR traz diariamente reflexões de cunho devocional para que os internautas estudem livros da Bíblia além de fazer a leitura bíblica durante o ano. Acesse a página e estude as Escrituras (clique aqui).

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.