Quinta, 20 de Setembro de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 10.12

  

Provérbios 10.12

O ódio provoca dissensão, mas o amor cobre todos os pecados” (Pv 10.12 NVI).

Como as relações humanas são difíceis e complicadas! Nossas falhas constantemente nos fazem entrar em choque uns com os outros todos os dias. É claro que nem todo choque é grande e grave e, por isso, conseguimos conviver em sociedade, em família e em igreja. Porém, assim como os calos e bolhas formados pelo trabalho braçal ou por uma longa caminhada, alguns desagrados vão se unindo e fazem com que o amor comece a dividir espaço com as mágoas e despeitos, versões cotidianas do ódio. Quando isso ocorre sem que seja contido ou tratado pela Palavra de Deus e pelo amor de Cristo, o resultado é briga, inimizade e divisão, coisas que nunca prenunciam algo bom e positivo. E, nesse caso, ninguém realmente ganha. Mas como lidar com isso?

A resposta para essa questão tão severa é o “amor”. Segundo o escritor, a decisão de amar tem o poder de “cobrir” os pecados das pessoas que nos ofendem. O que Salomão queria dizer não é fazer vista grossa aos erros. A ideia de cobrir significa colocar algo na frente que impeça de ver o que há atrás. Essa imagem aponta, de modo prático, para o perdão gratuito motivado pelo amor verdadeiro. Significa perdoar mesmo que o outro não mereça, mas tendo como motivação o amor sacrificial ensinado nas Escrituras. A relação entre o amor e o perdão é dada por Pedro: “Sobretudo, amem-se sinceramente uns aos outros, porque o amor perdoa muitíssimos pecados” (1Pe 4.8).

É obvio que ao tentarmos aplicar tal ensino iremos nos deparar com as dificuldades da indignidade humana. Em outras palavras, podemos concluir que as pessoas a quem devemos perdoar não merecem tal perdão. E, na maioria das vezes, isso será verdade — o que se pode dizer, inclusive, de nós. Mas é aí que entra o amor e não qualquer amor. Aquele exemplificado pelo nosso Senhor Jesus, cujo amor nos constrange (2Co 5.14). Assim, motivados pelo seu exemplo e pelo perdão imerecido que dele recebemos, podemos desfrutar de um dos maiores privilégios do cristianismo: perdoar alguém por puro amor. Imagine só o que pode acontecer em nossas vidas se aplicarmos corretamente tal ensino!

Pr. Thomas Tronco

 

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.