Quinta, 20 de Setembro de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 11.28

       

Provérbios 11.28

Quem confia em suas riquezas certamente cairá, mas os justos florescerão como a folhagem verdejante” (Pv 11.28 NVI). 

Os últimos 53 quilômetros no caminho para o município de Grão Mogol, no Norte de Minas Gerais, são traçados por uma estrada sobre a chapada em meio a todo tipo de paisagem. Nos dez anos em que ali morei, a estrada era de terra — hoje há um asfalto muito bom — e era muito difícil de ser trafegada, seja pelas ondulações ao longo da maior parte do caminho ou pela densa poeira que lhe era comum. Apesar da dificuldade da viagem, eu gostava de passar por um trecho onde havia uma grande árvore de sucupira na beira da estrada. Ela esteve ali até alguém colocar fogo em seu pé. Com o tempo, ela secou e caiu. Hoje não há nada ali.

Como a frondosa sucupira que secou, assim é o homem que “confia em suas riquezas”. Sua impressão é, a princípio, que seus recursos financeiros podem lhe garantir a segurança e o bem-estar. Afinal, se tiver uma doença, pode pagar um bom tratamento. Se sofrer um acidente, pode pagar pelo conserto e reposição do que se perdeu. Se passar por um revés jurídico, contrata o melhor advogado que o dinheiro puder pagar. Infelizmente, mesmo pessoas muito ricas descobrem que não há como garantir com dinheiro que sua vida seja feliz e pacífica. Por isso, Salomão diz que esse homem, como uma árvore seca, “certamente cairá”.

Por outro lado, há aqueles que confiam no Senhor e que são chamados de “justos”. Eles, mais que os homens abastados, passam por dificuldades e ficam em situações em que muitas vezes não parece haver saída. Podem até se sentir fragilizados como uma planta em processo de deterioração. Entretanto, seu contato com o Deus bondoso, seu Senhor, faz-lhes o que dinheiro nenhum pode comprar. A graça e a misericórdia do bom Deus os sustentam mesmo nos piores momentos e, ainda que passem por tormentos, sua aparência é a de uma planta que floresce. Por isso, cada um deve se perguntar se quer ser como uma planta amarelada que volta a dar flores ou como uma frondosa árvore que vem ao chão. A diferença entre elas é o tipo de relacionamento que se tem com o Senhor.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.