Domingo, 23 de Setembro de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 12.8

        

Provérbios 12.8

“O homem é louvado segundo a sua sabedoria, mas o que tem o coração perverso é desprezado” (Pv 12.8 NVI). 

Algo que agrada muito os homens e que, por isso, torna-se um alvo a se perseguir, é a admiração e aprovação das pessoas que o cercam. Para atingir tal objetivo, muitos caminhos são seguidos. Uns querem ser admirados por suas posses. Outros, por seus músculos e habilidades esportivas. Outros, por sua aparência. Há também quem queira ser admirado pelo acúmulo de conquistas românticas. Há até quem queira se notabilizar por sua falta de caráter e facilidade de sobrepujar os outros pelo engano.

Entretanto, todos esses critérios são passageiros, como a força e a beleza, ou enganosos, como a falta de caráter e a terrível disposição de levar vantagem em tudo. Por isso, Salomão cita o fator que surge como critério verdadeiro de avaliação do valor de um homem e razão pela qual ele acaba sendo respeitado ou desprezado. Esse fator marcante e universalmente reconhecido é a “sabedoria”. Não se trata de conhecimento acumulado, mas de temor a Deus (Pv 1.7) que transforma a vida de uma pessoa de tal modo que cada um de seus atos passa a ser dirigido pelo Senhor e visa à glória divina e não à satisfação dos desejos humanos. Quem experimenta esse tipo de sabedoria que vem dos céus recebe a aprovação até daqueles que mantêm outros conceitos, mas que não podem negar o fato de que a vida e as escolhas dos servos de Deus lhes tornam pessoas exemplares na sociedade.

Por outro lado, o homem de “coração perverso”, mesmo que seja comedido em sua perversidade, deixa exalar o odor do que há em seu íntimo, chocando quem os observa. Seus valores passageiros produzem, no máximo, uma admiração passageira. Na conta final, acabam por ser desprezados por não terem valores sólidos que permanecem quando as outras qualidades se esvaem. Essa é a suma tolice por duas razões. A primeira é que desprezar Deus é abrir mão do único meio e da única pessoa que pode nos tornar realmente valorosos por meio da fé em Jesus Cristo. A segunda é que o resultado final é exatamente o oposto do que se buscou com todo afinco, coisa popularmente conhecida como “tiro no pé”. A ironia é se esforçar de verdade para alcançar o respeito das pessoas e alcançar somente o oposto por seguir uma bússola que aponta o caminho errado. A bússola correta é a Palavra de Deus e o Norte é o Senhor Jesus Cristo.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.