Quarta, 26 de Setembro de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 12.17-19

    

Provérbios 12.17-19

A testemunha fiel dá testemunho honesto, mas a testemunha falsa conta mentiras. Há palavras que ferem como espada, mas a língua dos sábios traz a cura. Os lábios que dizem a verdade permanecem para sempre, mas a língua mentirosa dura apenas um instante” (Pv 12.17-19 NVI). 

O tema do uso da língua é realmente frequente nos provérbios — provavelmente por ser frequente causa de problemas entre as pessoas. Nessa sequência de três versículos, o assunto é “a verdade versus a mentira”. O primeiro contraste é exposto em relação ao testemunho. A comparação é simples. O “fiel” fala o que é verdade, mas o homem “falso” fala o que é “mentira”. A colocação é simples e carece de relação com alguma situação específica. Essa ausência aponta o fato de o rei sábio querer simplesmente mostrar como são confiáveis as palavras do justo ao passo que as palavras do falso não têm valor a fim de se estabelecer a verdade.

O segundo contraste já aborda a questão dos resultados do uso da língua. Os tolos fazem um mau uso das palavras a ponto de torná-las armas, como uma “espada”, que ferem as pessoas a quem se dirige e de quem se faz comentários maldosos. Nesse sentido, ninguém deve menosprezar o poder destruidor da língua de um homem ou de uma mulher tola e maldosa. Os ferimentos são tão reais e severos quanto aqueles feitos por lâminas afiadas. Porém, se as palavras dos ímpios abrem feridas, as palavras dos “sábios” as fecham, trazendo “cura”. Tais homens conseguem se colocar no lugar das pessoas feridas, além de saber avaliar o que é justo e injusto. Por isso, escolha bem suas palavras a fim de edificar e, com isso, glorificar a Deus.

O terceiro contraste tem a ver com a retribuição pelas palavras. O justo, cujas palavras são verdadeiras, “permanecem para sempre”. Isso significa que eles não sofrem consequências por suas palavras ferinas ou mentirosas. Ele é aprovado diante dos homens e de Deus. O mentiroso, apesar de obter algum lucro ou satisfação com suas palavras malditas e falsas, vê sua satisfação durar “apenas um instante”. Uma simples averiguação da verdade aponta a mentira e o falso testemunho, além de notar a maldade no coração de quem ferem com palavras. Depois de ouvir o ensino de tais provérbios, você quer mesmo dizer que palavras não são tão importantes e que qualquer um pode mesmo dizer tudo que quiser?

Pr. Thomas Tronco
Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.