Terça, 17 de Julho de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 15.30

  

Provérbios 15.30

Um olhar animador dá alegria ao coração, e as boas notícias revigoram os ossos” (Pv 15.30 NVI). 

Um dos grupos de estudo mais importantes de uma igreja é o de casais. Não que as pessoas casadas, em si, tenham mais necessidades que outras como jovens, crianças ou idosos. O problema é que os atritos entre pessoas casadas são muito fáceis de acontecer e muito difíceis de tratar. Por isso, é necessário um trabalho de ensino bíblico que previna problemas desnecessários e sem sentido. Um deles é a desconsideração. Às vezes, um cônjuge tem um olho clínico para notar falhas, mas é cego para ver as coisas boas e elogiáveis. Ele também é mudo para falar palavras de apoio, mas capaz de hábeis discursos com a finalidade de criticar e desanimar. Os problemas que surgem a partir daí são profundos e duradouros, dependendo da graça de Deus e de sua Palavra para serem sanados.

Infelizmente, o casamento não é o único campo em que as pessoas podem ser cruéis. Aliás, a vida está cheia de motivos para aflições (Jo 16.33b). Esse é um dos resultados do pecado. Mesmo assim, a graça de Deus atua também no sentido de minimizar essas amarguras. Um dos veículos da paz é o próprio Senhor (Jo 16.33a), mas ele também nos colocou responsáveis uns pelos outros para dar esse tão necessário suporte. Para isso, gestos e palavras agem como água fresca para o sedento. Assim, é dito que “um olhar animador dá alegria ao coração”. Trata-se da expressão gentil de quem traz palavras bondosas e notícias positivas. Esse olhar, e não aquele de reprovação, alegra o coração mais ressecado pela dor, solidão, medo e incerteza.

Se um gesto ou um olhar bondoso produzem efeitos tão positivos, as palavras fazem ainda mais. Salomão afirma que “boas notícias” ditas a alguém aflito agem como se revigorassem “ossos” enfraquecidos por uma doença. A figura de ossos doentes era utilizada para representar um grande sofrimento (Sl 32.3). Mesmo dores como essa, segundo esse provérbio, podem ser medicadas com palavras bondosas e com observações encorajadoras. Na verdade, as duas possibilidades estão diante de todos: a de encorajar alguém ou de esmagá-lo. Mais adiante, Salomão diz que “como água fresca para a garganta sedenta é a boa notícia que chega de uma terra distante” (Pv 25.25). Mas a verdade é que não é só de terras distantes que vêm as boas palavras. Elas podem vir de perto. Podem vir de você.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.