Quarta, 12 de Dezembro de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 16.31

  

Provérbios 16.31

“O cabelo grisalho é uma coroa de esplendor, e se obtém mediante uma vida justa” (Pv 16.31 NVI). 

Um turista parou em um posto de estrada e lá estava um homem idoso, sentado sob o Sol, segurando um pequeno pedaço de corda. “Pra que serve essa corda, senhor?”, perguntou o turista. O velho respondeu: “É um medidor de tempo”. Intrigado, o turista perguntou: “Como um pedaço de corda pode medir o tempo?”. “Simples, meu filho”, disse o velho. “Quando ela balança, o vento está soprando; quando ela fica molhada, está chovendo”. É claro que essa sabedoria óbvia foi uma piada armada pelo velho. O curioso é que o turista deu atenção àquele senhor porque sabia que as pessoas de idade são reconhecidas por seu conhecimento do mundo e da vida, o qual é adquirido ao longo de sua longa existência.

Salomão, que conhecia bem a sabedoria, sabia o valor da idade no servo de Deus como fonte de aprendizado e de sujeição ao Senhor. Assim, os cabelos grisalhos, como resultado de uma longa vida, são muito significativos para o escritor. Em primeiro lugar, ele aponta o valor físico dos cabelos grisalhos: uma vida longa. Ele escreve que “o cabelo grisalho é uma coroa de esplendor”. Diferente da visão moderna sobre a velhice, Salomão vê a idade, a qual é demonstrada pelo embranquecimento dos cabelos, como uma “coroa”, ou seja, um prêmio. Isso significa que o idoso viveu de modo sábio o suficiente para andar longe dos perigos que poderiam levar de um golpe sua vida ou encurtá-la aos poucos. A sabedoria alonga a vida do sábio.

Em segundo lugar, o escritor aponta o valor simbólico dos cabelos grisalhos: sabedoria e respeito. Ele diz que o cabelo grisalho “se obtém mediante uma vida justa”. Essa vida, além de manter o sábio fora de encrencas, faz com que ele receba crédito por ela. Desse modo, ele tanto usufrui em si da “sabedoria” obtida com o tempo de aprendizado da Palavra de Deus como do “respeito” que isso produz nos outros em relação ao seu modo justo de viver. Por isso, o servo de Deus tem o dever duplo de aproveitar ao máximo seu tempo, sabendo que sem sujeição ao Senhor o tempo não faz homens sábios, mas homens velhos. O aprendizado das Escrituras, a fé em Cristo e a obediência a Deus é que tornam sábios aqueles que servem seu Salvador. É uma longa jornada, mas quem a trilha receberá, ao final, mais que cabelos brancos por coroa: “Quando se manifestar o Supremo Pastor, vocês receberão a imperecível coroa da glória” (1Pe 5.4).

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.