Quinta, 19 de Julho de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 17.2

  

Provérbios 17.2

“O servo sábio dominará sobre o filho de conduta vergonhosa, e participará da herança como um dos irmãos” (Pv 17.2 NVI). 

É curioso ver como o ensino desse provérbio, apesar de muito sábio, foi ignorado justamente pela pessoa que mais devia valorizá-lo: Roboão, filho do rei Salomão. Roboão foi herdeiro do trono do sei pai, mas acabou reinando sobre a menor parte da nação. Agindo como um tolo e desprezando o povo, foi renegado como rei pelas dez tribos do Norte (1Rs 12.1-15), as quais foram dirigidas pelo recém-entronizado Jeroboão (1Rs 12.20). Esse foi servo de Salomão e teve de se refugiar no Egito até a morte do rei, subindo ao trono do reino do Norte unicamente pela tolice de Roboão. Às vezes, quem mais tem de aprender certa lição é justamente quem menos lhe dá ouvido.

Esse caso tem alguns contornos bem específicos e singulares. Porém, ele guarda semelhanças com o ensino de Salomão de que “o servo sábio dominará sobre o filho de conduta vergonhosa”. Isso nos mostra que as cartas não são tão marcadas como muitos pensam. É claro que um filho tem grande vantagem sobre um empregado no que tange aos interesses e aos cuidados de um pai. Mas quando esse filho é desajuizado, acaba criando tantos problemas e fugindo de tal maneira de suas responsabilidades, que seu pai, de modo muito relutante, começa a perceber que não pode contar com ele. Por isso, ainda que o filho tenha grandes vantagens, elas não substituem o trabalho duro e a responsabilidade. Com tais ferramentas, um empregado tem chances de subir onde nem mesmo um filho tolo e preguiçoso pode alcançar.

Assim, deve-se ficar muito atento, visto que o escritor completa a ideia dizendo que nessas circunstâncias o empregado “participará da herança como um dos irmãos”. Isso foi dito em um contexto específico que, ainda assim, tem algo a nos dizer. Significa que ninguém deve se fiar apenas nos seus parentes para garantir seu futuro sem que seja preciso se esforçar. Também ensina que aqueles que não têm tais vantagens podem ir muito longe, caso sejam ajuizados, trabalhadores, respeitáveis e dedicados. Desse modo, tanto filhos como servos aprendem que o trabalho é recompensado, sejam eles quem forem, e que a preguiça e o descaso trazem prejuízo e sofrimento. Sabendo disso, como você vai lidar com seu trabalho hoje?

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.