Quarta, 19 de Setembro de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 17.7

  

Provérbios 17.7

“Os lábios arrogantes não ficam bem ao insensato; muito menos os lábios mentirosos ao governante!” (Pv 17.7 NVI). 

No Norte de Minas Gerais, aprendi um ditado intrigante: “Quem fala muito dá bom-dia a cavalo”. Apesar de não haver um consenso sobre o significado e a origem exata desses dizeres, uma explicação comum é que a pessoa que fala demais chega a um ponto que não sabe mais o que diz e não filtra suas palavras. Assim, ele se excede em seus discursos e acaba, com isso, assemelhando-se a um burro ou a um equino. Em consequência, vai ser obrigado a conversar com o seu semelhante, ou seja, dar bom dia ao cavalo. Se o significado é esse ou não, ele realmente expressa uma verdade que o próprio Salomão conhecia.

O sábio rei de Israel disse que “os lábios arrogantes não ficam bem ao insensato”. Uma tradução melhor seria “os lábios eloquentes não ficam bem ao insensato”. A ideia exposta no texto é de um homem que fala demais — em hebraico, a expressão quer dizer, literalmente, “lábios abundantes”. Quer dizer que, se já é ruim ser um tolo, ou seja, um homem que ignora Deus e o seu ensino, pior ainda é ser um tolo que fala muito. Infelizmente, todo mundo conhece alguém assim e sabe quão inconvenientes tais pessoas podem ser e quão destrutivas são suas palavras. Por isso, também é dito em outro provérbio que “quando são muitas as palavras, o pecado está presente; mas quem controla a língua é sensato” (Pv 10.19).

Do mesmo modo, Salomão aponta outro tipo de gente cujas palavras podem ser muito impróprias, dizendo que um “governante” não pode ter “lábios mentirosos”. Qualquer brasileiro sabe o quanto isso é verdade! Contudo, o escritor também podia ter dito que doutrinas heréticas são impróprias a um pregador, que palavras insensíveis são impróprias para um médico, que palavras duras são impróprias a um marido ou que palavras rebeldes são impróprias para um filho. Assim, a lição central parece ser que, independente de quem seja, cada palavra deve ser dosada pelos filtros da reflexão, da paciência, do temor a Deus e do direcionamento das Escrituras. Sempre que isso não é feito, o homem se torna um tolo e suas palavras causam problemas e destruição. Que tipo de homem ou mulher você quer ser?

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.