Segunda, 19 de Novembro de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 17.11

  

Provérbios 17.11

“O homem mau só pende para a rebeldia; por isso um oficial impiedoso será enviado contra ele” (Pv 17.11 NVI). 

Um pequeno mercado de uma cidade de interior do Nordeste passou a sofrer constantes assaltos. O crime não era realizado por um grupo criminoso organizado, mas por uma dupla de rapazes que popularmente chamaríamos de ladrões pés de chinelo. Entretanto, a frequência dos pequenos assaltos era absurda. Sem saber mais o que fazer, o dono do comércio contratou um pistoleiro. Depois de mais uma ação criminosa, o pistoleiro seguiu os bandidos e os executou na primeira chance que teve. A polícia descobriu o que aconteceu e tanto o pistoleiro como o comerciante foram para prisão. Quanto aos bandidos, foram enterrados em uma cova simples no cemitério municipal.

Um crime não justifica outro e a decisão tomada pelo comerciante, ainda que se compreenda sua situação, não é aceitável. Ele realmente mereceu ir preso. Porém, Salomão faz uma análise de tal situação, não em tom de aprovação, mas reconhecendo que ela é recorrente na história humana. Ele começa analisando a situação dos perversos, concluindo que “o homem mau só pende para a rebeldia”. Era o caso daqueles rapazes. Os noticiários contaram a vida pregressa deles marcada por brigas, confusões e delitos. Eram daquelas pessoas que o povo anseia por ver longe de si. Fora seus parentes, ninguém mais sentiu a falta dos dois. A segunda análise se dá com respeito à resposta da sociedade a gente assim, dizendo que, em virtude da rebeldia do ímpio, “um oficial impiedoso será enviado contra ele”. Como nem sempre a lei protege o cidadão de malfeitores assim, nem os pune como deveria, a população passa a tomar suas próprias providências, como temos visto recentemente em nosso país. Ou, então, as próprias autoridades passam a combater os maus com ações nada louváveis.

Assim, há dois alertas contidos nesse texto. O primeiro é que os rebeldes impiedosos devem saber que, mesmo os incrédulos, têm seus limites e rebatem o mal na mesma intensidade ou pior, algo que deve conter o homem de índole ruim. Porém, o segundo alerta, dessa vez dirigido aos servos de Deus, é que, chamando tal reação de impiedosa, eles não devem imitar os oficiais da injustiça, nem aprovar seus atos. Deus é o justo Juiz a quem esses casos devem ser levados. Caso contrário, nos tornamos nós mesmos os rebeldes e impiedosos.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.