Quarta, 12 de Dezembro de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 17.22

  

Provérbios 17.22

“O coração bem disposto é remédio eficiente, mas o espírito oprimido resseca os ossos” (Pv 17.22 NVI). 

Admiro muito um grupo de palhaços chamado Doutores da Alegria, o qual, entre outras atividades, visita hospitais e suas alas infantis. Os palhaços fazem de conta que são médicos e divertem crianças que passam por maus bocados em sua curta jornada de vida até ali. O intuito deles não é apenas distrair as crianças, mas fazer daquele encontro um momento de diversão e cumplicidade que gere, além de bom humor, promoção de saúde. A experiência médica comprova que pacientes felizes têm recuperação mais rápida e melhor resposta aos tratamentos. Se a doença física tem o poder de abater o espírito, o espírito também tem o poder de interagir com a saúde das pessoas e ajudá-las a enfrentar as doenças.

Três mil anos antes de a ciência fazer tal descoberta, Salomão, que não era formado em medicina, chegou à mesma conclusão e disse que “o coração bem disposto é remédio eficiente”. Significa que, apesar de as circunstâncias poderem ser difíceis para alguém, elas podem ser enfrentadas quando se tem uma visão adequada do que é verdadeiro e, em especial, confiança e esperança na atuação e nas palavras de Deus. A própria alegria da salvação é um remédio sem igual para ajudar o homem que sofre e impedir que ele seja abatido pelo peso da vida e dos revezes. Não se trata de autoajuda, mas de uma ajuda real que vem de um espírito encorajado pela fé no salvador e pela esperança da vida eterna.

Infelizmente, o contrário é verdadeiro, pelo que o escritor diz que “o espírito oprimido resseca os ossos”. Basta ver como pessoas que assumem uma postura depressiva passam a exibir efeitos psicossomáticos até o ponto de sua saúde entrar em colapso. É claro que não é qualquer tristeza que tem o poder de prostrar alguém, pelo que Paulo diz que “a tristeza segundo Deus produz um arrependimento que leva à salvação e não remorso” (2Co 7.9a). Porém, quando a esperança em Deus e o relacionamento com Cristo estão quebrados, o quadro muda, pelo que Paulo completa: “Mas a tristeza segundo o mundo produz morte” (2Co 7.9b). Portanto, o bom relacionamento com Deus por meio da fé em Cristo é realmente abrangente: gera disposição no presente e vida eterna no futuro. Quem é louco de rejeitar algo assim? Que não seja você!

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.