Quarta, 12 de Dezembro de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 18.17

  

Provérbios 18.17

“O primeiro a apresentar a sua causa parece ter razão, até que outro venha à frente e o questione” (Pv 18.17 NVI). 

Na eleição passada, em que escolhemos presidente, governador, senador e deputados, minha filha assumiu uma postura muito curiosa. Era como se ela fosse votar, apesar de ainda ser criança. Assim, ela se sentiu no dever de decidir quais eram os melhores candidatos. Mas não foi uma tarefa fácil. Ela me disse que ao ouvir um candidato, em seu programa eleitoral, ele parecia ser o melhor. Mas logo em seguida, outro falava e parecia que ele tinha razão no que discursava. Minha pequena filha descobriu como é difícil ouvir partes conflitantes entre si.

Essa dificuldade não se deve somente à inexperiência de uma criança. O próprio rei Salomão sabia dos problemas de ouvir as partes de uma demanda. Ele também achava que “o primeiro a apresentar a sua causa parece ter razão”. Na verdade, nós costumamos ver primeiro o melhor das pessoas, de modo que um discurso em que alguém apresente seus argumentos nos parece quase sempre razoável e corremos o risco de concluir apressadamente que a razão está com esse. Mas isso acontece “até que outro venha à frente e o questione”, mostrando que o que parecia claro é bem nebuloso. Um desses casos difíceis de julgar foi narrado em 1Rs 3.16-28, em que Salomão teve de decidir qual era a mãe verdadeira do menino sobrevivente. A decisão revelou a todos a espetacular sabedoria que recebeu de Deus.

Contudo, não compartilhamos com Salomão o grandioso entendimento que lhe foi dado. Por isso, em vez de bancarmos o Sherlock Holmes em casos complicados, melhor é assumir uma atitude cautelosa e paciente. Outro versículo, escrito pouco atrás desse, deve fazer com ele um par: “Quem responde antes de ouvir, comete insensatez e passa vergonha” (Pv 18.13). Assim, a dificuldade é sempre a mesma, mas o que diferencia o tolo e o sábio é o modo como eles se comportam diante do problema. O tolo tira conclusões apressadas, muitas vezes sem nem ouvir a outra parte. O sábio ouve a todos e espera. Ele reflete em tudo que foi dito, busca algumas confirmações e ora a Deus pedindo sabedoria. E mesmo assim, ao manter-se com dúvidas, ele não entra de cabeça no que pode ser falso ou enganoso. Melhor dizer que não sabe que posição tomar do que ficar do lado errado.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.