Quarta, 19 de Setembro de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 18.22

  

Provérbios 18.22

“Quem encontra uma esposa encontra algo excelente; recebeu uma bênção do Senhor” (Pv 18.22 NVI). 

Recentemente, li algo muito curioso que me fez pensar como existem situações inusitadas na existência humana. Certo noivo de Cambridge, Massachusetts, chamado Fernan Lowe, soube com antecedência que alguns amigos planejavam pregar-lhe uma peça. Durante a cerimônia de casamento, eles sequestrariam a noiva. É claro que conseguimos notar alguma graça na situação, mas os danos ao casal, aos familiares e aos convidados seriam maiores que a diversão, certamente. Por isso, assim que a noiva chegou ao altar, o noivo se algemou a ela. Toda a cerimônia transcorreu enquanto os noivos permaneciam acorrentados um ao outro. Fernan Lowe manteve a noiva presa a si até mesmo quando partiram para a lua de mel. Pelo jeito, o noivo não podia ficar um minuto sequer sem sua amada.

Isso não é sem razão! O casamento, diferente do que o mundo diz atualmente, é um dos maiores presentes dados por Deus aos seres humanos. Por isso, Salomão afirma que “quem encontra uma esposa encontra algo excelente”. O tipo de linguagem utilizada nesse texto, de conferir um alto valor ao bem, associa os benefícios do casamento aos benefícios da sabedoria (cf. Pv 8.11; 31.10). Mais do que isso, o casamento é visto como uma verdadeira “bênção do Senhor”. Que maravilha! O curioso é que nem todas as pessoas casadas pensam assim. Algumas delas realmente acham que o casamento é uma armadilha que as enredou, que destruiu suas vidas e que deu provas mais que suficientes para confirmar essa visão. E por que algo que é tão valorizado nas Escrituras e sob os olhos de Deus pode ser motivo de tanta felicidade para uns e tristeza para outros? A resposta é que ele deve ser tratado com muito cuidado e respeito pelas pessoas.

Isso significa que nem é correto menosprezar o matrimônio, ignorando-o para ter uma vida dissoluta e cheia de relacionamentos passageiros, nem deve ser fruto de afobação, como se fosse apenas a entrada em um clube de diversão. Para que se obtenha um cônjuge valioso, que seja considerado “algo excelente”, é necessário seguir as orientações de Deus para escolher bem a pessoa que irá passar a vida toda lado a lado. Não é possível tal convivência quando interesses e valores fundamentais são discrepantes — eis a razão de um namoro santo e dirigido pelo Senhor. Outra verdade primordial é que algo tão precioso de modo algum pode ser tratado sem o devido cuidado entre os cônjuges, seja do marido pela esposa ou da esposa pelo marido. Eles farão de tudo para glorificar a Deus no casamento e amar o cônjuge a ponto de obedecer cada diretriz bíblica que visa ao bem do casal. Afinal, estão algemados um ao outro até o final de suas vidas.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.