Quarta, 26 de Setembro de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 18.24

  

Provérbios 18.24

“Quem tem muitos amigos pode chegar à ruína, mas existe amigo mais apegado que um irmão” (Pv 18.24 NVI). 

Quando minha filha era pequena eu quase me tornei um especialista em desenhos animados de tanto assistir a eles com ela. Um dos filmes de que ela mais gostava era Procurando Nemo (Finding Nemo), produzido pela Walt Disney Pictures e pela Pixar Animations Studios. A certa altura, um pelicano tenta engolir dois peixes que lutam bravamente para não descer garganta abaixo do predador — este fica engasgado, sem poder respirar direito. Nesse momento, outros pelicanos o veem e dizem que alguém tem de ajudá-lo. Todos concordam, mas ninguém faz nada. Somente um dos seus muitos companheiros deixa o seu descanso para socorrer o colega em apuros. Para os outros, o incidente foi apenas motivo de breves comentários.

É sobre relacionamentos superficiais que Salomão fala na primeira metade desse versículo, dizendo que “quem tem muitos amigos pode chegar à ruína”. Essa simples menção pode deixar o leitor confuso, pois ter amigos é algo bom. Entretanto, a julgar pela sequência, o que o escritor tem em mente são aqueles relacionamentos superficiais que são muito mais frequentes que amizades verdadeiras. Essa gente toda é boa companhia para momentos divertidos e descontraídos, mas não dão suporte algum em tempos de necessidade, nem mantém vínculos que vão além de gracejos e risadas. Infelizmente, muitos homens e mulheres valorizam mais esses relacionamentos que aqueles mais profundos que tornam os amigos responsáveis entre si e que abrem portas para cobranças e repreensões. Apesar de divertidos, os relacionamentos superficiais são mantidos frequentemente por interesses de qualidade questionável que acabam trazendo grande prejuízo e sofrimento.

Por outro lado, o sábio rei também diz que “existe amigo mais apegado que um irmão”. Não é sem razão que, na primeira parte do versículo, o termo “amigo” surge no plural, enquanto, na segunda, aparece no singular. Se há muitos amigos para farras, há pouquíssimos amigos de verdade, aqueles que estão conosco nos bons e nos maus momentos, os quais se preocupam de verdade conosco a ponto de nos dizer “não” quando estamos errados. Nesses casos, a união é profunda como os vínculos fraternos. Certamente, tais pessoas devem ser nossas companhias nos bons e nos maus momentos. E deve se tratar de gente que compartilhe conosco bons valores morais, conhecimento e obediência à Bíblia e, em especial, fé em Cristo e temor a Deus. Quando temos pessoas assim, elas são como algo dito em outro filme. Em Madagascar 2 (Madagascar: Escape 2 Africa), da DreamWorks Animation, o leão Alex, em meio a uma multidão de zebras, reconhece Marty como “um amigo em um milhão”. Se você tem um amigo assim, valorize-o e seja grato a Deus por ele.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.