Segunda, 23 de Outubro de 2017
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 3.23-26

  

Provérbios 3.23-26

“Então andarás confiante pelo teu caminho, e o teu pé não tropeçará. Quando te deitares, não temerás; ao contrário, o teu sono será suave ao te deitares. Não temas o pavor repentino, nem a investida dos perversos quando vier. Porque o Senhor será a tua esperança; guardará os teus pés de serem capturados” (Pv 3.23-26 NVI).

O texto ora observado começa curiosamente com o advérbio “então”, o que demonstra que o início do discurso não está aqui, mas é anterior a essa frase — o que é verdade, pois o raciocínio desenvolvido nesse trecho começa no v.21, no qual se diz “guarde consigo a sensatez e o equilíbrio”. Contudo, a unidade temática dos presentes versículos, em torno do temor humano, permite que eles sejam analisados como um bloco isolado, ainda que à luz dos versículos anteriores.

Sendo assim, como consequência adicional de andar lado a lado com a “sensatez” e com o “equilíbrio” que vêm do ensino da Palavra de Deus, Salomão diz: “Então andarás confiante pelo teu caminho e o teu pé não tropeçará”. A abordagem é muito prática e aponta para o medo que as pessoas têm de viver em um mundo mau como o nosso. A iminência da nossa queda certamente nos causa temor, mas o escritor garante que quem mantém perto de si a sabedoria dos ensinos de Deus, na forma da obediência, pode também contar com o apoio do Senhor para prover a força que os homens não têm. Por isso, mesmo diante das agruras e dos riscos dessa vida, o servo de Deus pode descansar no Senhor, de modo que se diz a ele que “quando te deitares, não temerás; ao contrário, o teu sono será suave ao te deitares”. Significa que, mesmo em circunstâncias contrárias, o apoio divino supera os temores e dá paz, assim como ocorria com Davi, que, fugindo de uma perseguição injusta, podia dizer: “Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança” (Sl 4.8).

Se a Bíblia dá essa segurança àquele que analisa todas as situações com os óculos da esperança na bondade e na soberania do Senhor, uma coisa que assusta os crentes é aquela que não se pode ver — tramas ocultas dos inimigos ou perigos que ele não pode detectar. Contudo, a presença do Deus que conhece todas as coisas ao lado do seu servo lhe dá confiança de ser protegido do que seus olhos não veem, pelo que Salomão lhe diz: “Não temas o pavor repentino, nem a investida dos perversos quando vier”. A razão para tal confiança não é alguma receita mágica ou uma força interior que os homens carregam consigo, mas ela existe “porque o Senhor será a tua esperança”. Isso quer dizer que a ação amorosa de Deus em favor dos seus “guardará os teus pés de serem capturados”. Assim, você tem três escolhas. A primeira é temer o mundo, a vida, as pessoas e os relacionamentos, encolhendo-se dentro de um casulo incapaz de lhe dar segurança. A segunda é bancar o “machão” e tolamente enfrentar os perigos da vida sem qualquer proteção ou chance de vitória. A terceira é crer em Cristo e obedecer à Palavra de Deus, mantendo a “sensatez” e o “equilíbrio”, deixando o Senhor fazer sua parte como pai e protetor dos que lhe pertencem. Prefiro a terceira. E você?

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.