Quinta, 21 de Setembro de 2017
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 4.14-17

  

Provérbios 4.14-17

“Não siga pela vereda dos ímpios nem ande no caminho dos maus. Evite-o, não passe por ele; afaste-se e não se detenha. Pois eles não conseguem dormir enquanto não fazem o mal; perdem o sono se não causarem a ruína de alguém. Pois eles se alimentam de maldade, e se embriagam de violência” (Pv 4.14-17 NVI).

Charles ‘Tex’ Watson, Susan Atkins, Patricia Krenwinkel e Leslie Van Houten eram ainda jovens quando foram sentenciados à pena de morte no Estado norte-americano da Califórnia, sentença que, depois, por causa da lei, foi comutada para prisão perpétua. Eram, na maioria, jovens de famílias de boa condição financeira que não se adequavam bem nem às suas famílias, nem à sociedade. Mas esse era o máximo de problemas que eles causavam até conhecerem e se tornarem discípulos de Charles Milles Manson, o qual os fez acreditar que deviam iniciar uma guerra racial nos Estados Unidos. Nos dias 9 e 10 de agosto de 1969, eles invadiram duas casas matando várias pessoas, dentre elas a atriz Sharon Tate, casada com o cineasta Roman Polanski, grávida de oito meses. É justo dizer que a vida desses jovens acabou quando passaram a seguir Charles Manson.

A influência maligna que algumas pessoas têm sobre outras é um problema de longa data, pelo que Salomão alerta seus leitores e, em especial, seu filho, dizendo-lhe: “Não siga pela vereda dos ímpios nem ande no caminho dos maus”. Quem dera aqueles jovens tivessem ouvido tal conselho! Mas o escritor não apenas alerta contra o perigo de seguir influências negativas, como também aponta o modo de fazê-lo: “Evite-o, não passe por ele; afaste-se e não se detenha”. Deve-se concordar que esse é um método bem radical, pois extirpa qualquer tipo de convivência com pessoas especialmente perversas. Isso é necessário porque, frequentemente, tais pessoas são também cativantes e convincentes, fazendo com que as pessoas que se aproximam delas acabem cedendo às suas sugestões maldosas, seguindo caminhos que jamais trilhariam sozinhos.

Mas quão terrível poderia ser “o caminho dos maus”? Salomão explica que tais homens e mulheres “não conseguem dormir enquanto não fazem o mal; perdem o sono se não causarem a ruína de alguém”. Isso significa que os perversos são altamente inclinados a prejudicar outras pessoas e extremamente insensíveis ao sofrimento alheio. Fazem mal aos outros e dormem tranquilamente com isso, sem que a consciência os acuse — na verdade, o texto mostra que sua única razão de insônia é ver os outros felizes e progredindo sem que ele faça nada para atrapalhar. Isso acontece porque a alegria dos maus, ainda que pareçam pessoas cativantes e envolventes, só ocorre quando “eles se alimentam de maldade e se embriagam de violência”. Por isso, o sábio se afasta de gente assim e toma cuidado com pessoas que parecem muito simpáticas, mas que acolhem conceitos e práticas estranhas às Escrituras e moralmente questionáveis. O servo de Deus de verdade não é assim e o homem sensato sabe disso. A verdade é que, se você seguir o homem mau, vai segui-lo até a sua cova.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.