Terça, 23 de Maio de 2017
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 5.20-23

  

Provérbios 5.20-23

“Por que, meu filho, ser desencaminhado pela mulher imoral? Por que abraçar o seio de uma leviana? O Senhor vê os caminhos do homem e examina todos os seus passos. As maldades do ímpio o prendem; ele se torna prisioneiro das cordas do seu pecado. Certamente morrerá por falta de disciplina; andará cambaleando por causa da sua insensatez” (Pv 5.20-23 NVI).

No meu penúltimo ano do colegial, estudei em uma sala que ficava bem ao lado do sinal que era soado nas mudanças de aulas. Tratava-se de uma campânula metálica vermelha que era golpeada sucessivamente por um martelo interno que produzia um som muito alto e estridente. Eu simplesmente detestava aquele sinal. Em vez de conversar com alguém sobre isso, resolvi dar o meu próprio jeito. Subi nas costas de outro aluno e introduzi papel por trás da campânula a fim de abafar seu som, o que me parecia uma ideia brilhante. O que eu não pude prever é que o diretor testemunharia pessoalmente esse ato e me daria uma bronca inesquecível.

Essa história do meu passado me lembra que as ações erradas não têm consequências apenas geradas em si mesmas, mas também de fora e de cima, ou seja, vinda de uma autoridade com capacidade de julgar e punir o mal. No caso de um aluno desobediente, há o diretor que o disciplina; no caso de um bandido, há policiais e juízes que se encarregam de lançá-lo na prisão; para o pecador, o próprio Deus observa os caminhos e trata seu pecado. O último desses casos é o que nos interessa aqui, já que o escritor tem tratado de pecado e rebeldia de uma pessoa que acaba se “desencaminhado pela mulher imoral”. Seu relacionamento com ela tem um caráter realmente imoral no qual esse homem chega a “abraçar o seio de uma leviana”, expressão utilizada para se referir a relações sexuais indevidas. O fato de o capítulo todo ser dirigido a homens tem como razões o fato de Salomão mirar seu filho e herdeiro do trono com tais conselhos e a dificuldade proeminente que os homens têm nos campos dos relacionamentos e da moralidade. Entretanto, os conceitos aqui expressos são do mesmo interesse para as mulheres, especialmente nos dias de hoje em que elas desfrutam de liberdade que as permite agir do mesmo modo que os homens, ou até pior.

Assim, tanto a homens como a mulheres é dado um importante alerta sobre os riscos de se envolver em pecados dessa natureza, já que “o Senhor vê os caminhos do homem e examina todos os seus passos”. É possível esconder pecados dos irmãos, dos amigos e dos líderes eclesiásticos, mas não é possível esconder nada de Deus. Do mesmo modo como um ladrão é preso por causa do seu crime, “as maldades do ímpio o prendem; ele se torna prisioneiro das cordas do seu pecado”, algo que nos lembra que há consequências para o mal que cometemos diante do Senhor. Assim, o capítulo, que começa chamando os servos de Deus à sensatez de obedecer à Palavra de Deus, termina com a consequência amarga de quem se recusa a atender tal chamado, pelo que o escritor avisa que o homem ou mulher imoral “certamente morrerá por falta de disciplina; andará cambaleando por causa da sua insensatez”. É isso que você realmente quer? Todos esses alertas não são suficientes para torná-lo sábio? Que tais palavras sejam para você uma campânula soando alto e estridente, dizendo que o perigo anda ao seu redor e que somente em Deus há um caminho seguro e feliz!

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.