Segunda, 25 de Junho de 2018
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Reflexão de 4 de dezembro

  

4 de dezembro

Leitura do dia (para ler a Bíblia inteira em 1 ano): Efésios 1; Ezequiel 4–5; Salmo 150

Reflexão do dia: Provérbios 15.20

O filho sábio dá alegria a seu pai, mas o tolo despreza a sua mãe”.

Quando minha filha cresceu um pouco e começou a falar, logo passou a fazer e dizer tudo que podia para me agradar. Assim que soube no que eu trabalhava, logo passou a dizer que faria o mesmo — até descobrir que na prática odontológica havia mais sangue do que ela podia suportar. Curioso ver como ela tinha orgulho de ter a mim como pai, assim como sua mãe. Por essa causa, ela nos deu e continua dando muita alegria. Diante disso, acho terrível ver filhos que desprezam seus pais e os tratam como se fossem pessoas detestáveis. Muitos desses pais e mães se desdobram para dar ao filho o melhor que podem e o que recebem de volta são desrespeito e amargura.

Parece que Salomão conhecia gente que faltava em apreço e em honra por seus pais. Curiosamente, ele diz nesse texto o que já havia dito em Provérbios 10.1, com alguma diferença. A primeira parte desses provérbios é exatamente igual, dizendo que “o filho sábio”, que será depois comparado ao tolo, é alguém que “dá alegria ao seu pai”. Ele não explica como isso ocorre, mas seja pelo modo honroso com que trata os pais, seja pelo respeito que os outros têm pelos progenitores ao ver o procedimento do filho, a alegria é certa nesse caso. Apesar de ser dito apenas “pai” nesse trecho, o modo como “mãe” surge na cláusula seguinte revela um estilo literário que não pretende separar pai e mãe, mas colocá-los lado a lado, seja na alegria proporcionada pelo filho, seja na tristeza.

A segunda parte do texto apresenta algumas diferenças. O que permanece o mesmo são as pessoas da “mãe” e do “tolo”. O que muda é que é dito em Provérbios 10.1 que “o filho tolo dá tristeza à mãe”, enquanto aqui é dito que “o tolo despreza a sua mãe”. Dada a semelhança entre os provérbios, não devemos menosprezar o quanto Salomão quis transmitir pela associação dos dois. Assim, podemos concluir que parte da “tristeza” dos pais ocorre quando o filho os “despreza”. Isso envolve tanto o tratamento desrespeitoso e a falta de cuidado e honra para com os pais, como a rejeição do seu ensino e educação (Pv 1.8). Não é à toa que um homem assim é chamado tolo. Infelizmente, a pessoa que despreza os pais e seus ensinos é frequentemente desprezada no futuro pelos próprios filhos ao desejar ensinar-lhes o que ele mesmo rejeitou. Por isso a Bíblia ordena: “Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor teu Deus te dá” (Êx 20.12). O que Provérbios faz é apenas chamar de sábio quem já é obediente.

Pr. Thomas Tronco

VOLTAR

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.