Terça, 24 de Janeiro de 2017
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

O Pecado

 

Depois da criação, Deus ordenou que o homem desse nome aos animais e se alimentasse do jardim. Contudo, proibiu que os frutos de uma árvore em específico fossem comidos sob pena de um castigo severo. Sobre isso Deus disse: "De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás" (Gn 2.16,17).

Assim, homem e mulher viviam em harmonia e santidade e tinham perfeita comunhão com Deus. Até que o diabo, vendo a mulher, sugeriu-lhe que comesse da árvore proibida. A mulher respondeu que Deus lhes tinha dado tudo, menos aquela árvore. O diabo, então, colocou em dúvida as palavras de Deus e disse à mulher que Deus agiu assim porque, quando eles comessem daquela árvore, conheceriam o bem e o mal "como o próprio Deus".

A ambição de ser como Deus associada à boa aparência do fruto fez com que a mulher cedesse à tentação. O homem, vendo o que ela havia feito, deliberadamente desobedeceu as ordens de Deus, trazendo grande mal a ele e à sua descendência. O pecado entrou no mundo e a morte, na vida dos pecadores. Não somente a morte física, mas também a morte espiritual, que significa estar separado de Deus. O apóstolo Paulo disse: "Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram" (Rm 5.12).

Isso foi muito sério! Tudo que conhecemos em questão de sofrimento entrou no mundo por causa desse pecado. O impressionante mesmo foi a atitude de Deus. Enquanto os dois estavam escondidos dele, o Senhor os chamou e disse que um descendente da mulher esmagaria a cabeça da serpente enquanto esta lhe ferisse o calcanhar (Gn 3.15). Com isso, ele fez alusão a seu filho, Jesus Cristo, que viria em carne para morrer por nós. Na cruz, enquanto o diabo o ferisse com a morte, pela mesma morte Jesus o derrotaria. Isso porque a morte de Jesus foi o pagamento pelo pecado de cada homem ou mulher que crê nele como seu Salvador pessoal. A vitória que Jesus obteve foi demonstrada pela sua ressurreição.

Essa é uma história que revela o imenso amor de Deus pelos homens e o preço que ele está disposto a pagar para nos perdoar e nos ter novamente em comunhão com ele. Quanto a nós, cabe-nos crer no Senhor Jesus.

"Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (Jo 3.16).

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.