Terça, 27 de Junho de 2017
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

O Casamento de Isaque

A história do casamento de Isaque é narrada em Gênesis 24. Deus havia prometido que, por intermédio desse filho, Abraão teria uma numerosa descendência (Gn 21.12). Para isso, porém, Isaque precisava de uma esposa, e seu pai não queria que ele se casasse com uma mulher de Canaã, onde então vivia. Assim, quando já estava velho, o grande patriarca chamou um servo de confiança e o enviou à Mesopotâmia, à família de seu pai, com o propósito de encontrar entre os seus familiares uma esposa para o filho da promessa.

Depois de prestar juramento, o servo partiu com uma comitiva e chegou à terra natal de seu senhor. Chegando lá, assentou-se junto a um poço perto da cidade onde Naor, irmão de Abraão, tinha morado. Ali fez a seguinte oração: "SENHOR, Deus do meu senhor Abraão, dá-me neste dia bom êxito e seja bondoso com o meu senhor Abraão. Como vês, estou aqui ao lado desta fonte, e as jovens do povo desta cidade estão vindo para tirar água. Concede que a jovem a quem eu disser: Por favor, incline o seu cântaro e dê-me de beber, e ela me responder: 'Bebe. Também darei água aos teus camelos', seja essa a que escolheste para teu servo Isaque" .

Deus ouviu a oração do servo e a condição daquela súplica se cumpriu em Rebeca, uma neta do irmão de Abraão. Então, depois de dar presentes à moça, o servo foi até sua casa e contou toda a história aos familiares dela, pedindo que a deixassem partir para Canaã a fim de lá se casar com Isaque. Labão e Betuel, respectivamente o irmão e o pai de Rebeca, entenderam que tudo tinha ocorrido pela provisão de Deus e permitiram que a moça fosse embora. A própria Rebeca concordou em partir com o servo de Abraão.

A Bíblia diz, então, que, um dia, Isaque saiu para meditar no campo quando viu que se aproximavam camelos. Era a caravana do servo de Abraão que trazia Rebeca. O servo contou tudo que havia acontecido a Isaque. Ele, então, levou Rebeca para a tenda de Sara, sua mãe, fez dela sua mulher e a amou.

Nosso Deus é um Deus fiel. Ele prometeu a Abraão uma numerosa descendência por meio de Isaque e, mostrando sua fidelidade, providenciou de modo extraordinário uma esposa para o jovem, alguém com quem ele pudesse ter filhos e, assim, dar continuidade à linhagem abraâmica.

Na Palavra de Deus, porém, há mais promessas. Dentre elas, talvez a mais importante seja a seguinte: "Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente." (João 11.25-26). Foi Jesus, o Deus-Homem, quem pronunciou essas palavras e, como Abraão, podemos confiar no que o Senhor prometeu, sabendo que aquele que é poderoso para dar uma linhagem sem fim, também tem misericórdia sem fim, podendo dar vida e perdão sem fim a todos aqueles que, arrependidos por seus pecados sem fim, o recebem pela fé. A estes, conforme essa sua promessa, será dada a vida eterna, ou seja, chegarão ao fim sem fim.

Pr. Marcos Granconato

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.