Domingo, 26 de Março de 2017
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

A Fuga de Jacó

A Bíblia conta como Jacó, agindo fraudulentamente, obteve a bênção da primogenitura que Isaque, seu pai, entendia pertencer ao seu outro filho, Esaú. A Escritura também fala do grande rancor que isso gerou em Esaú, chegando ele ao ponto de planejar o assassinato do próprio irmão, tão logo Isaque morresse (Gn 27.41).

Com medo de que Esaú cumprisse seus planos maldosos, Rebeca, mãe dos dois, alertou Jacó e o aconselhou a partir para Harã e passar um tempo com Labão, irmão dela. Para conseguir o apoio do marido, ela disse a Isaque que não queria que Jacó se casasse com mulheres hititas, como Esaú tinha feito, e sim com alguém do seu clã, pois, segundo ela, suas noras hititas lhe davam muito desgosto (Gn 27.42-46). Isaque concordou e enviou Jacó a Harã.

Assim, Jacó partiu de Berseba, na Palestina, e foi para o Norte, para Harã, com o propósito duplo de fugir de seu irmão e encontrar esposa entre os seus familiares. A jornada era longa e, estando já há cerca de cem quilômetros de distância de Berseba, ao entardecer de um certo dia, parou num dado lugar para pernoitar.

Usando uma pedra como travesseiro, Jacó adormeceu e, então, teve um sonho no qual viu uma escada que levava até o céu, com anjos que subiam e desciam por ela. No sonho, o Senhor disse a Jacó que lhe daria toda aquela terra, suscitaria uma grande descendência para ele, protegeria sua vida em todos os seus caminhos e o traria de volta um dia.

Quando Jacó acordou, foi tomado de pavor: "Sem dúvida o Senhor está neste lugar, mas eu não sabia! Temível é este lugar! Não é outro, senão a casa de Deus; esta é a porta dos céus" (Gn 28.16,17). Então, na manhã seguinte, ele pegou a pedra que tinha usado como travesseiro e a consagrou com óleo para sinalizar quão santo era aquele lugar. Cheio de esperança, fez um voto dizendo que, se o Senhor de fato o protegesse na jornada, ele o serviria como o único Deus. Jacó também chamou aquele lugar de Betel, que, em hebraico significa "Casa de Deus".

O sonho que Jacó teve foi relembrado pelo Senhor Jesus. Só que, em vez de mencionar os anjos subindo e descendo uma escada, ele falou dos anjos subindo e descendo sobre ele: "Digo-lhes a verdade: Vocês verão o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem". (João 1.51). O que ele queria dizer com isso? É simples: assim como a escada do sonho de Jacó ligava a terra ao céu, ele, da mesma forma, é o único meio de acesso a Deus. Só por ele alguém pode subir até o trono do Pai.

As pessoas dizem que todos os caminhos levam a Deus. Porém, isso não é verdade. Há só uma escada: Cristo. E só se beneficia dela quem crê que ele é o Filho de Deus que morreu pelos nossos pecados. Por isso, pare de perder tempo e de correr riscos. Eis a escada. Suba logo!

"Respondeu Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim" (João 14.6).

Pr. Marcos Granconato

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.