Terça, 23 de Maio de 2017
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

José e a Mulher de Potifar

A Bíblia relata que quando José, um dos filhos de Jacó, foi vendido por seus irmãos e levado ao Egito, ele foi comprado por um oficial de Faraó chamado Potifar (Gênesis 39). Deus abençoou José e, então, Potifar o colocou como administrador de toda a sua casa que, sob os cuidados do jovem, prosperou notavelmente.

Aconteceu, porém, que a esposa de Potifar sentiu-se atraída por José e o convidou para deitar-se com ela. José, sendo temente a Deus e fiel ao seu patrão e amigo, se recusou. O assédio continuou até que um dia a mulher, aproveitando-se das circunstâncias, agarrou José pela roupa e tentou forçá-lo a ter relações com ela. O jovem resistiu e, livrando-se, fugiu deixando o manto para trás. Então, querendo vingar-se por ter sido rejeitada, a esposa de Potifar chamou os empregados e, apresentando o manto como prova, disse que José tinha tentado abusar dela. A mesma mentira foi dita ao seu marido e, por isso, Potifar lançou José na prisão. O Senhor, porém, estava com ele, de modo que o carcereiro o tratou com bondade e fez dele o responsável pelo cuidado dos presos.

Na cultura antiDeus e sexista em que vivemos, o comportamento de José seria descrito como tolo. Os homens de hoje têm uma noção muito rasa da honra e sabem muito pouco sobre nobreza de alma. Questões relativas à moral sexual não são levadas em conta quando o caráter de alguém é avaliado. Nos dias modernos ter boa moral é não matar e não roubar. Fora isso, tudo é aceitável. Assim, muitos riem da pureza, da fidelidade, da honra e dos bons costumes. Em contraste, aplaudem a imoralidade, o vício, o desrespeito e até a canalhice. À luz da Bíblia, na base desses desvios encontra-se um só problema: a falta de temor de Deus.

De fato, o que impediu José de ser desleal? O que o fez fugir do adultério? O que o fez tremer diante dos convites da mulher imoral? Sim, uma só coisa o protegeu do erro; algo que desapareceu do coração do homem moderno: o temor do Senhor. E quando não há temor de Deus, todas as barreiras desabam e o homem se deixa levar por qualquer desejo, atende a qualquer impulso e comete os maiores desatinos, numa busca inútil de satisfação e felicidade.

Jesus prometeu uma vida diferente para aqueles que cressem nele. Ele disse que mataria a sede a saciaria a fome do coração. Disse que daria descanso para a nossa alma e nos livraria da vida vazia e suja própria de quem não teme ao Senhor. Quem nele crê recebe tudo isso e ainda se reconcilia com Deus, não tendo mais que temer estar um dia diante dele.

Alegre-se, jovem, na sua mocidade! Seja feliz o seu coração nos dias da sua juventude! Siga por onde seu coração mandar, até onde a sua vista alcançar; mas saiba que por todas essas coisas Deus o trará a julgamento.
(Eclesiastes 11.9)

Pr. Marcos Granconato

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.